«

»

Jan 04

Imprimir Artigo

Novos Ford autónomos são bastante mais discretos

A chegada dos carros autónomos às estradas em modo comercial poderá estar a vários anos de distância, mas isso não impede a Ford de fazer com que os seus carros autónomos disfarcem ainda mais todos os sensores e câmaras, aproximando-se desse objectivo.

Durante a fase de desenvolvimento ninguém se incomodará muito com o facto de se terem câmaras e sistemas LIDAR pendurados um pouco por todo o lado; mas obviamente que se o objectivo for vender, o aspecto final do carro terá um papel preponderante na decisão.

No caso da Ford, a anterior versão com sensores “espetados” no tejadilho deu lugar a uma versão mais optimizada, onde se torna bastante mais difícil detectar que se trata de um carro “diferente” (a n
ao ser pelo facto de contar com dois sensores LIDAR montados em braços acima dos espelhos laterais. O número de LIDARs foi reduzido a dois, mas estes são mais potentes e podem ver o mundo em 3D a distâncias de 200 metros.

A versão anterior com os LIDAR “espetados” no tejadilho

No entanto ainda não é certo que um dia um condutor possa vir a comprar um destes automóveis, já que a Ford parece acreditar que o futuro destes carros passará pela sua utilização em frotas de serviços de “táxis” autónomos, e a ideia é vender estes carros a essas empresas. Segundo os planos da Ford, o objectivo será já estar a produzir estes veículos em volume en 2021.

Vamos lá ver se é mesmo para cumprir… ou se algum imprevisto irá adiando a adopção dos automóveis autónomos à semelhança do que aconteceu/acontece com os automóveis eléctricos. (Lembram-se que já em 1999 nos era prometido que os carros eléctricos “estavam a chegar”?… E já lá vão quase duas décadas…)

 

 

Link permanente para este artigo: https://pelaestradafora.com/2017/01/novos-ford-autonomos-sao-bastante-mais-discretos/

Deixar uma resposta