«

»

Nov 12

Imprimir Artigo

Maior navio do mundo não é um “navio”

Já temos visto embarcações monstruosas que nos deixam atónitos quanto à nossa capacidade de criar coisas em escalas aparentemente “impossíveis”; e agora temos mais um exemplo, com este Prelude da Shell, um navio que faz com que até um porta-aviões pareça pequeno… mas que na realidade não é um navio.

ShellPrelude_01

Com mais de 480m de comprimento, este Shell Prelude é na verdade uma refinaria flutuante e também a maior estrutura flutuante alguma vez feita – com quase 490 metros de comprimento e mais de 73 metros de largura, e deslocando 600 mil toneladas métricas de água (o equivalente a seis porta-aviões).

ShellPrelude_02

Para a sua construção foram usadas mais toneladas de aço do que as usadas no World Trade Center, e quando estiver em operação será capaz de extrair e liquidificar gás natural do fundo do mar. Ao que parece, há planos para construir mais algumas dezenas destes navios… pelo que deverá ser cada vez mais frequente vermos estes gigantes a flutuar nos nossos oceanos.

the prelude by jonhuang on photosynth

Link permanente para este artigo: https://pelaestradafora.com/2014/11/maior-navio-do-mundo-nao-e-um-navio/

Deixar uma resposta