«

»

Out 14 2015

Carro da Apple poderá repetir sucesso dos iPhones?

Os rumores de que a Apple estaria a trabalhar na criação de um automóvel já passou de rumor a praticamente uma certeza, e há quem já vá avançado que poderemos assistir a uma repetição daquilo que se passou com o iPhone.

apple-car

Não foi assim há tanto tempo que a grande parte das empresas se ria perante a ideia da Apple se aventurar na criação de um smartphone, com previsões de pessoas como Steve Ballmer que diziam que a Apple não teria qualquer hipótese de conseguir uma quota de mercado decente. Bem… não será preciso relembrar o que aconteceu, e de como actualmente as plataformas mobile até começam a por em risco os computadores tradicionais.

E mais uma vez, começam a surgir previsões idênticas quanto à hipótese da Apple criar um automóvel, dizendo que os carros são peças bem mais complexas, e que a Apple não tem experiência nesta área, etc. etc. Críticas que são um autêntico déjà-vu daquilo que já vimos a acompanhar o iPhone, mas que parecem ignorar um aspecto que coloca a Apple em posição única no mercado: o facto da Apple ser actualmente uma das poucas empresas que se consegue dar ao luxo de controlar todos os aspectos da concepção e produção dos seus produtos.

Quando um fabricante quer criar um smartphone, tem que recorrer às peças que existem no mercado, optando por um CPU da Intel, ou Qualcomm, ou Mediatek, etc. Depois, optará por pegar num sistema como o Android, adaptando-o para que corra no seu hardware. No caso da Apple, o CPU usando nos seus produtos foi concebido por eles, contendo as modificações que interessem fazer de modo a se acomodar ao seu software; e o software é também criado de forma a tirar o máximo do seu hardware. Uma simbiose que permite que os seus produtos consigam manter-se em níveis de referência, quando em características “puras” estão por vezes bastante atrás do hardware usado pelos seus concorrentes.

No mundo automóvel temos precisamente o mesmo tipo de coisa. Não haverá neste momento nenhum fabricante que seja responsável pela total produção de todos os (muitos) componentes nos automóveis. O mais provável é usarem sistemas de gestão da Bosch ou Delphi para os motores, caixas de velocidade que poderão vir da ZF, sistemas de navegação vindos de outras empresas, etc. etc. Isto não significa que a Apple irá começar a produzir caixas de velocidade, mas se assumirmos que se trata de um carro eléctrico (e não me parece que faça sentido apostar noutra coisa neste momento), grande parte da complexidade mecânica desaparece, deixando ainda maior espaço para que o elemento fundamental seja a tal simbiose entre o hardware e o software – precisamente aquilo que a Apple domina e tem economia de escala para poder fazer.

Uma coisa é certa, embora a indústria automóvel tradicional tenha por hábito arrastar as inovações e alterações ao longo de décadas (lembram-se quando em 1999 já nos iam prometendo que os carros eléctricos estavam a chegar?) empresas como a Tesla, Google e Apple vão adiantando que querem trazer coisas novas para o mercado num prazo de poucos anos. E venham essas novidades de quem vierem, penso que o melhor será acreditarmos que essa mudança chegará mais cedo do que se pensa.

 

Link permanente para este artigo: https://pelaestradafora.com/2015/10/carro-da-apple-podera-repetir-sucesso-dos-iphones/

Deixar uma resposta