«

»

Dez 13

Imprimir Artigo

Boeing 787 Dreamliner tem de ser reiniciado a cada 22 dias para evitar problemas durante o vôo

Se alguma vez tiveram problemas com o funcionamento do vosso computador, router, smartphone ou outros equipamentos electrónicos, sabem certamente que uma das primeiras coisas que devem tentar fazer para resolver o problema é reiniciar o equipamento. Agora imaginem que esta regra deve ser utilizada por causa de uma falha nos gigantescos motores de um Boeing 787.

A FAA (Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos) ordenou às companhias aéreas que contem com Boeings 787 Dreamliner nas suas frotas que os reiniciem, no máximo, a cada 22 dias, como medida preventiva por causa de uma falha no sistema de controle que está a afectar estes aviões.

Os operadores são obrigados a reiniciar o sistema eléctrico dos Dreamliner para evitar que os três módulos de controle do avião se reiniciem em simultâneo, o que teria consequências graves, como o controlo de movimentos deixar de responder às ordens dos pilotos e a consequente perda de controlo do avião, ainda que por um período de tempo relativamente curto.

O construtor norte-americano de aviões assegurou ao The Seattle Times que estão a trabalhar para encontrar uma solução para esta falha, que deverá estar disponível durante o segundo trimestre de 2017. Até lá, todas as companhias aéreas que operam modelos 787 Dreamliner, terão que continuar a reiniciá-los a cada 22 dias.

 

Link permanente para este artigo: https://pelaestradafora.com/2016/12/boeing-787-dreamliner-reiniciado_cada-22-dias/

Deixar uma resposta