«

»

Out 17

Imprimir Artigo

Drive PX Pegasus é o novo super-computador compacto da Nvidia para veículos 100% autónomos

A Nvidia quer ser na linha da frente do hardware para os carros autónomos, e depois dos anteriores Drive PX chega o Drive PX Pegasus, com um desempenho que promete ser suficiente para lidar com as necessidades dos veículos 100% autónomos.

Se para a maior parte das actividades do dia a dia, quer seja no computador de casa ou no smartphone, já se tem acesso a potência de CPU e GPU “quanto baste”; há muitos outros casos em que se continua a exigir mais e mais. No caso dos veículos autónomos, processar informação em tempo real vinda de dezenas de câmaras de alta-resolução e sensores LIDAR que podem gerar cenários com milhões de pontos 3D que têm que ser analisados… é algo que continuamente bate nos limites do que o hardware disponível pode fazer.

Se num protótipo ou veículo experimental é perfeitamente possível ocupar toda a mala (ou até o habitáculo) com volumosos caixotes de computadores; para uma solução comercial será preciso adoptar sistemas bastante mais compactos, e é isso que a NVidia tem feito com os seus sistema Drive PX – que agora passam a parecer obsoletos face a este novo Pegasus. Usando uma nova geração de GPUs, este Drive PX Pegasus terá mais de 10x a potência de um Drive PX Xavier, podendo atingir mais de 320 TOPS (“trillion operations per second”), e sendo isto feito numa placa compacta e que, mesmo gastando 500W de energia, poderá funcionar sem necessidade de arrefecimento por líquido.

O único problema é que este Drive PX Pegasus ainda não “existe”. A Nvidia diz que só o poderá disponibilizar para o final do próximo ano – como sistema de desenvolvimento – e só mais tarde é que poderá vir a ser aplicado a veículos nas estradas. No entanto, serve como indicador do nível de potência com que os fabricantes automóveis e demais empresas na área dos automóveis autónomos poderão contar daqui por um ano. E que, de certa forma, vem contrariar as indicações que Elon Musk tinha dado para os seus Tesla, dos mesmos já virem equipados com hardware que permitirá a condução 100% autónoma. Como se poderá ver, esse hardware estará mais que obsoleto quando efectivamente se começar a pensar nisso… Resta apenas esperar que o processo de actualização do “cérebro” dos carros venha a ser algo que não deixe de estar contemplado.

 

Publicado originalmente no AadM

Link permanente para este artigo: https://pelaestradafora.com/2017/10/drive-px-pegasus-e-o-novo-super-computador-compacto-da-nvidia-para-veiculos-100-autonomos/

Deixar uma resposta