«

»

Nov 08

Imprimir Artigo

Os (muitos?) problemas de qualidade do Tesla Model S

Um Tesla Model S pode ser um carro de sonho, mas quem o tem pode deparar-se com inúmeros problemas que não esperaria encontrar num carro cujo preço começa nos 80 mil euros e pode chegar a mais do dobro.

É certo que não podemos comparar “alhos com bugalhos” – ou neste caso, carros 100% eléctricos como o Tesla com modelos equipados com motores de combustão ou híbridos – mas será inegável que, quem gasta 100 mil euros (ou mais) num automóvel tem um determinado nível de expectativas quanto à sua qualidade.

Tyler Martin também as tinha relativamente ao seu Model S de 2016, mas os problemas por que passou ao longo de um ano seriam suficiente para fazer muitos condutores reconsiderarem o regresso aos automóveis convencionais: desde forros desalinhados ou a soltarem-se; espelho retrovisor que depois de retraído não voltava à posição original; volante desalinhado; barulhos nas portas; atrasos estranhos na abertura de uma das das portas; touchscreen com “pó” no interior e uma mancha amarela no ecrã; e muitos outros.

Mesmo elogiando as respostas e tratamento dado pela Tesla a estes problemas, é o tipo de coisa que não se esperaria ter que enfrentar num carro que se insere no segmento “de luxo”.

… Por outro lado, também nem sempre a suposta qualidade germânica se comprova

 

Publicado originalmente no AadM

Link permanente para este artigo: https://pelaestradafora.com/2017/11/os-muitos-problemas-de-qualidade-do-tesla-model-s/

Deixar uma resposta