«

»

Mar 05

Imprimir Artigo

A bordo do Porsche Panamera controlado pelo Huawei Mate 10 Pro

Já aqui falámos acerca do projecto RoadReader, em que a Huawei colocou o seu smartphone topo de gama Mate 10 Pro a controlar um Porsche Panamera. O carro utilizado é perfeitamente igual a qualquer outro à venda no mercado, sem nenhuma alteração que lhe conferisse alguma forma de autonomia (para além do Mate 10 Pro).

Hoje damos a conhecer a experiência que nos foi proporcionada no decorrer do MWC em Barcelona, que consistiu em duas viagens a bordo do Porsche Panamera. A primeira foi efectuada a velocidade reduzida (cerca de 8Km/h) e serviu para o smartphone aprender o que deve fazer perante as situações apresentadas. Foram apresentados três obstáculos: uma bola, um cão e uma pessoa com uma bicicleta. Quando o carro detectar esses obstáculos, vai reconhecê-los e fazer uma manobra para os evitar.

Antes de se dar início à segunda viagem, o utilizador tem a possibilidade de escolher qual a acção que a viatura deveria efectuar em cada um dos cenários, guinar para a esquerda, para a direita, ou travar. Os carros autónomos actualmente no mercado conseguem saber que estão perante um objecto e efectuar uma acção. O que não conseguem determinar (na maioria dos sistemas) é qual o objecto que têm pela frente. Esta capacidade de decisão é possível graças à inteligência artificial, que permite a identificação dos diferentes objectos em tempo real.

A segunda viagem foi feita a velocidade mais elevada (cerca de 50Km/h) sendo colocado no percurso um dos três obstáculos escolhido de forma aleatória. O smartphone reconheceu o mesmo, enviou a informação para o sistema robótico, indicando a manobra que anteriormente foi definida pelo utilizador, tudo isto numa fracção de segundo graças ao processamento local efectuado no Mate 10 Pro. Tendo em conta que este projecto foi desenvolvido em pouco mais que um mês, a pergunta que se coloca é o que virá a seguir, e até onde poderão ir os developers através da utilização de frameworks como o TensorFlow Lite ou Caffe2, para tirar partido da unidade de processamento neural do Kirin 970.

A terminar, os nossos agradecimentos à Huawei, pela possibilidade de ficar a conhecer em primeira mão este projecto que coloca o Mate 10 Pro “ao volante” de um Porsche Panamera.

 

Publicado originalmente no AadM

Link permanente para este artigo: https://pelaestradafora.com/2018/03/a-bordo-do-porsche-panamera-controlado-pelo-huawei-mate-10-pro/

Deixar uma resposta