«

»

Abr 26 2018

Porsche 911 GT3 RS regista tempo de 6:56,4 minutos no “Inferno Verde”

O novo Porsche 911 GT3 RS definiu mais uma referência para os automóveis desportivos aprovados para utilização em estrada, no circuito de Nurburgring-Nordschleife, na Alemanha: o piloto de fábrica da Porsche, Kévin Estre, registou um tempo por volta de 6:56,4 minutos com o GT3 TS de 520cv.

A volta do piloto francês foi 24 segundos mais rápida que o melhor tempo alcançado com o anterior modelo GT3 RS. O piloto de desenvolvimento Porsche, Lars Kern, dividiu os deveres da condução com Estre. Seguindo o 918 Spyder e o 911 GT2 RS, o novo GT3 RS é o terceiro automóvel desportivo de produção em série a ficar abaixo do notável tempo por volta de sete minutos no mais desafiante dos circuitos, conhecido como “Inferno Verde”. Como é habitual nas voltas de registo, o tempo foi alcançado na volta de 20,6 quilómetros.

O piloto de 20 anos, Estre, começou a sua volta recorde às 11h40 com condições ideais, com uma temperatura ambiente de 14 graus e 18 graus de temperatura na pista. “Esta volta foi uma experiência sensacional para mim“, revelou mais tarde. “Nas curvas rápidas e na travagem, em particular, o GT3 RS está inacreditavelmente perto do automóvel de competição, GT3 R. Isto acontece também graças à nova geração de pneus para automóveis desportivos de utilização em estrada. Gosto muito do motor do GT3 RS. Fazer 9.000 rotações por minutos a partir de um motor de seis cilindros é fantástico. O som é um sonho e o binário é avassalador.

O 911 GT3 RS com chassis de competição, motor atmosférico de quatro litros e 38. kW (520 cv) fez a sua estreia no Salão Automóvel de Genebra, no início de Março deste ano. O automóvel desportivo de alta performance acelera dos 0 aos 100 km/h em apenas 3,2 segundos, alcançando uma velocidade máxima de 312 km/h.

Em Portugal, os preços do 911 GT3 RS começam nos 250.515 euros, incluindo impostos.

 

Link permanente para este artigo: https://pelaestradafora.com/2018/04/porsche-911-gt3-rs-regista-tempo-de-6564-minutos-no-inferno-verde/

Deixar uma resposta