«

»

Mai 15

Imprimir Artigo

Condutora descobre ter acesso a VW que tinha vendido há meses

A venda de um automóvel por vezes vem associada a alguns dissabores de transição, como potenciais passagens nas SCUTs ou multas que ainda venham a ser associadas ao antigo dono, mas a coisa complica-se com a proliferação dos serviços digitais associados.

São cada vez mais os automóveis que vêm com serviços digitais incluídos (ou opcionais), e foi precisamente isso que surpreendeu uma condutora de um VW Jetta nos EUA, ao descobrir que continuava a ter acesso ao serviço digital do veículo meses após o ter vendido a um stand da VW.

O serviço permitia-lhe continuar a receber relatórios mensais do automóvel, assim como saber a sua localização em tempo real, ou até mesmo fazer com que piscasse as luzes ou tocasse a buzina, para mais facilmente poder ser localizado (quando se “perde” o carro num parque de estacionamento). Felizmente, neste caso não era possível abrir remotamente as portas do veículo, mas em muitos outros serviços idênticos de outras marcas, essa é uma das possibilidades, assim como a de ajustar os valores do ar-condicionado, entre outras coisas.

À semelhança dos cuidados que se têm que ter ao vender smartphones, computadores, Smart TVs, etc. em que temos que nos certificar que se faz uma reposição total para que não levem as nossas informações, parece que também é necessário acrescentar os automóveis a esta lista.

Publicado originalmente no AadM

Link permanente para este artigo: https://pelaestradafora.com/2018/05/condutora-descobre-ter-acesso-a-vw-que-tinha-vendido-ha-meses/

Deixar uma resposta