«

»

Jul 19

Imprimir Artigo

Baraja cria LIDAR sem partes móveis que custa poucas centenas de dólares

Um dos entraves para a utilização dos LIDAR em automóveis comerciais é o seu custo extremamente elevado, mas esse mesmo custo faz também com que esta seja uma área à espera de uma revolução; revolução essa que pode chegar do outro lado do mundo, da startup Australiana Baraja.

Um LIDAR tradicional consiste normalmente numa série de lasers e sensores colocados num bloco rotativo que gira a alta-velocidade, para detectar o relevo de tudo o que estiver em seu redor. O problema é que até há bem pouco tempo um desses LIDAR poderia custar 10 ou 15 mil euros; e quando se falava das versões económicas, eram referentes a modelos de 5 mil euros – valores ainda pouco apelativos quando se considera que um veículo poderá necessitar de 4 destes sensores.

A Baraja diz ter encontrado a solução para todos estes problemas com a sua tecnologia Spectrum-Scan. Do lado de fora do veículo ficam apenas módulos sem quaisquer partes móveis (e que no fundo são apenas prismas) sendo o laser gerado a partir de um módulo central no interior do veículo.

Tal como um prisma refracte a luz num ângulo diferente dependendo da sua cor, também aqui é usado o mesmo princípio, mudando-se o comprimento de onda do laser IR de modo a que os prismas o direccionem para onde for pretendido. O resultado final é a possibilidade de se fazer um “varrimento” sem necessidade de partes móveis mecânicas – e com inúmeras vantagens adicionais acrescidas, como a possibilidade do LIDAR se “focar” apenas em determinar área de interesse, se for necessário.

Por fim, para além da questão “preço” – que por si só já seria mais que suficiente para atrair as atenções para estes LIDARs – temos também o pormenor de que este sistema é imune a interferências de múltiplos LIDARs a funcionarem simultaneamente, algo que inevitavelmente se irá tornar numa situação comum em todas as estradas, e que estranhamente tem ficado “esquecido” por outros fabricantes de LIDARs.

Será desta que os LIDAR passam realmente para o grupo da tecnologia acessível para todos? Saberemos se um destes dias se vir a Tesla dizer que afinal vai passar a adicionar LIDARs aos seus automóveis…. 😉

Publicado originalmente no AadM

Link permanente para este artigo: https://pelaestradafora.com/2018/07/baraja-cria-lidar-sem-partes-moveis-que-custa-poucas-centenas-de-dolares/

Deixar uma resposta