«

»

Jul 21

Imprimir Artigo

Primeiras viagens sub-espaciais da Blue Origin vão custar pelo menos 200 mil dólares

Embora sem o mediatismo da SpaceX e de Elon Musk, a Blue Origin de Jeff Bezos também tem feito grandes evoluções no sentido de facilitar o acesso ao espaço… mas será sempre algo relativo, já que as primeiras viagens sub-orbitais poderão custar entre 200 e 300 mil dólares.

Embora seja fácil imaginar um futuro com hotéis em órbita (ou na Lua) onde se possam fazer férias inesquecíveis, o caminho para se lá chegar será bastante demorado e conseguido à custa de passos bem mais modestos, como um simples passeio sub-orbital, que elevará os passageiros até cerca de 100Km de altitude, permitindo-lhes ver a Terra “do espaço” e sentir os efeitos da micro-gravidade por alguns minutos. Um passeio que poderá parecer bastante modesto, tendo em conta que o preço do bilhete se deverá situar entre os 200 e 300 mil dólares – e que não se pode dizer que sejam inesperados, pois ficam no mesmo patamar dos bilhetes da Virgin Galactic de Richard Branson, que também cobra entre 200 e 250 mil dólares por bilhete.

A cápsula New Shepard da Blue Origin conta com janelas de grandes dimensões, que poderão ser determinantes para quem estiver na posição de ter que escolher qual das empresas espaciais escolher para o seu baptismo espacial, e poderá transportar até 6 passageiros. Ainda assim, as contas não parecem bater certo, pois cada voo deverá custar cerca de 10 milhões de dólares, e mesmo que se tenha 6 passageiros que pagaram 300 mil dólares, são muitos milhões de prejuízo em cada voo… o que não faz disto um negócio sustentável.

Mas, como referimos… há que dar passos pequenos. Por agora a Blue Origin apenas enviou um manequim até ao espaço, e ainda terá que fazer os primeiros voos com humanos a bordo – algo que anteriormente tinha referido que poderia acontecer ainda este ano. Neste momento, tudo o que se sabe é que durante as próximas semanas deveremos ver um voo de teste para testar o sistema de escape de emergência da cápsula – o que seguramente deverá resultar em imagens espectaculares.

Publicado originalmente no AadM

Link permanente para este artigo: https://pelaestradafora.com/2018/07/primeiras-viagens-sub-espaciais-da-blue-origin-vao-custar-pelo-menos-200-mil-dolares/

Deixar uma resposta